fbpx

Novembro: Associação Mineira de Reabilitação (AMR)

O projeto “Corrente do Bem” dos Cartórios de Protesto – MG acolheu, no mês de novembro, a Associação Mineira de Reabilitação, instituição filantrópica, sem fins lucrativos. Criada em 1964, a associação atende, atualmente, cerca de 500 crianças e adolescentes, entre de 0 a 17 anos, com deficiência física e em situação de risco e vulnerabilidade social.

Todo o tratamento é oferecido de forma gratuita às famílias. Além dos serviços de saúde, que incluem cirurgias custeadas pela AMR, as famílias recebem todo o apoio do Serviço Social; acompanhamento escolar; fornecimento de equipamentos necessários para a reabilitação, tais como órteses, cadeiras de rodas, cadeiras de banho, andadores e outros.

“A entidade é mantida por meio de doações de pessoas físicas e jurídicas, recursos incentivados de projetos, ações estratégicas desenvolvidas pelo corpo de voluntários, parcerias com empresas e aluguéis dos espaços da sua ampla estrutura física”, explica Marla Domingos, Assessora de Comunicação e Marketing.

Abrangência e atuação

Há 54 anos, a Associação Mineira de Reabilitação atende crianças e adolescentes com deficiência física ocasionada, em sua maioria, por paralisia cerebral e outras síndromes neurológicas.

O quadro de colaboradores é composto por uma equipe multidisciplinar de profissionais especializados nas áreas de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Psicologia, Musicoterapia, Esporteterapia, Odontologia, Serviço Social, Neurologia, Ortopedia e Cirurgia Ortopédica.

A AMR é referência no atendimento multidisciplinar de reabilitação motora no estado de Minas Gerais. A entidade oferece atendimento a Belo Horizonte e mais 27 municípios da Região Metropolitana.

Sua missão é prestar serviços de assistência à saúde, principalmente na área de reabilitação, promovendo a inclusão social da criança carente com deficiência física, através de um trabalho qualificado e inovador.

Além disso, objetiva projetar uma imagem positiva junto à comunidade; estimular o aprimoramento dos campos científico, técnico e social, visando ampliar a assistência ao deficiente; e desenvolver o patrimônio humano da Instituição para melhorar continuamente a qualidade dos serviços prestados.

Marla afirma que “ser um voluntário na AMR é pertencer a um time de pessoas que assumem o compromisso de atender de maneira articulada as demandas da instituição, por meio de diversas ações estratégicas. É doar-se por amor e ter no sorriso das nossas crianças a certeza do melhor retorno”.

Diversas são as formas de ajudar a instituição, entre elas o voluntariado, doação de alimentos, apadrinhamento e doação financeira, como a feita pelos Cartórios de Protesto.

Tabelião, ajude essa causa! Você também pode contribuir para que a Associação Mineira de Reabilitação continue prestando um atendimento digno e humanizado aos seus assistidos.

Para doações e mais informações, acesse: www.amr.org.br ou ligue para 0800 72 71 347 / (31) 3304-1300.

 

Que tipo de documento deseja enviar a protesto?