Credores que tem dívidas a receber não terão mais custos com cartório de protestos